Regar Universitária

LOGO_REGAR-UNIVERSITARIA2

OBJETIVO

Levantar tronos de intercessão nas universidades, incentivando os cristãos à atuarem com fé  operante já no ambiente de treinamento de sua formação acadêmica. Utilizar a estrutura universitária para a facilitação e aplicação da vocação individual, promovendo o entendimento de que nossa missão é modificar todo ambiente em que tivermos acesso.

Sendo assim a universidade, o futuro ambiente de trabalho é também nosso campo missionário.

ATUAÇÃO

Palestras de envisionamentos, visando preparar o estudante para atuar como agente modificador do meio, dentro das universidades.

TEMAS

1. Modificando as esferas espirituais do ambiente universitário

2. A escolha do curso, indicativo do chamado missionário.

3. Atuando na visão de Daniel.

Estes temas e outros, poderão ser compartilhados, em igrejas que queiram por antecipação preparar seus jovens, em ambientes acadêmicos, ou em qualquer outro local que se faça grupos interessados.

ALVOS
1. Cada Universidade do Brasil ter pelo menos uma representação até 2016, fazendo no mínimo uma reunião de oração por semana.

2. Fortalecer o movimento com adesão de professores e funcionários cristãos que trabalhem nas universidades.

3. Levantar voluntários para as campanhas de evangelismos (Olimpíadas 2016), para os projetos humanitários (Peregrinos)

4. Promover encontros entre os grupos atuantes, para troca de experiências e compartilhamento de oficinas, todas dirigidas ao ambiente universitário:

I Adoração Intercessória

II Acompanhamento Cristão

III Gerando novas estratégias

IV Conhecendo o Legado e o Chamado

CAPACITAÇÃO

Através de parceria com projetos de extensão, e outros mecanismos de atuação das universidades em ações humanitárias, aplicar os ensinamentos das oficinas, como parte prática do treinamento da vocação missionária mediante o aprendizado acadêmico do curso em particular. Um estágio com experimentação da vocação já atuando no campo missionário.

Os 10 mandamentos da Regar Universitária

1. Não discutir usos e costumes, nossos temas de debate devem ser exclusivamente de interesse do crescimento do Reino.

2. Não incitar apologias á homofobia, lembrando sempre do conceito do cristianismo purista, que tem por objetivo agregação e perdão ao pecador.

3. Procurar sempre aferir se já existe uma reunião Cristã no ambiente que se está construindo a organização, e havendo interesse e entendimento, propor sempre parceria, não incitando nenhum tipo de disputa.

4. Não usar os grupos de reunião para campanhas políticas, ou para convite de mudança denominacional.

5. Manter a data pré acertada, e o horário, independente da quantidade de participantes.

6. Não infringir leis locais, buscando estar respaldado legalmente perante Deus e os homens.

7. Buscar sempre os caminhos da universidade para aplicação das ações pelos projetos de extensão e ou outros, sendo discretos, para não sermos proibidos apontados como sendo religiosos.

8. Não falar pela rede, quando não tiver autorização para tal, devendo sempre buscar o contato com as lideranças instituídas.

9. Qualquer tipo de atuação, deve ser comunicada ao coordenador regional, evitando mal entendido ou dúvidas.

10. Buscar, incentivar e promover uma vida de relacionamento pessoal, de cada integrante com o Senhor, independente da condição da fé atual.